Implanon e gestrinona podem servir como método contraceptivo?

Implanon e gestrinona podem servir como método contraceptivo?

Quem nunca sonhou em ficar livre da TPM, perder peso, definir músculos, sumir com a celulite e ainda se prevenir da gravidez sem precisar tomar anticoncepcional? Isso é possível com alguns bastões de gestrinona (chip da beleza) que conquistou muitas famosas.

Sendo um anticoncepcional, ele é colocado sob a pele do glúteo e libera gradualmente a gestrinona, mantendo o nível de testosterona no sangue, o que favorece o aumento da musculatura em quem treina regularmente, além de ser um método contraceptivo bastante seguro.

Sua validade é de 1 ano, e geralmente após 3 meses de uso, as usuárias deixam de menstruar.

Há também o implante hormonal Implanon, que além dos benefícios já mencionados no post anterior, também pode ser usado como método contraceptivo, eficaz, altamente seguro e de longa duração.

O dispositivo é inserido sob a pele do braço, e libera pequenas quantidades de um hormônio derivado da progesterona, o etonogestrel.

A quantidade de hormônio etonogestrel liberada no organismo é bem pequena, mas o suficiente para impedir a liberação dos óvulos, além de tornar o muco cervical mais espesso, dificultando a entrada de espermatozóides no útero.

É provável que ocorra alguma irregularidade menstrual e escapes de sangue fora do período, mas são reações transitórias.

Diferentemente do gestrinona, sua validade é de 3 anos, mas, caso a mulher queira engravidar antes, basta retirar o implante.

Assim como todo método contraceptivo hormonal, os implantes anticoncepcionais podem causar alguns efeitos adversos. Por isso, antes de escolher qual método, é essencial conversar com o seu ginecologista.


Agende uma consulta conosco clicando aqui! 

Outros artigos

Relacionados

Atendimento ao Cliente
Ficou com alguma dúvida?
Converse conosco no Whatsapp
chat